O que é doula?

É a profissional que apoia física e emocionalmente a gestante no pré-parto e no pós-parto e principalmente no parto. Não se trata de uma profissão nova. Muito pelo contrário, pode ser identificada desde a época em que os partos aconteciam no aconchego do lar, em que havia sempre uma auxiliar de parto da parteira da região. A partir do momento que o parto passou a ser um evento hospitalar cesarista, esta profissional ficou meio adormecida, mas nunca deixou de existir nos locais de mais difícil acesso aos hospitais. Mas hoje já voltou à cena do parto com muita força, sendo inclusive reconhecida pela Classificação Brasileira de Ocupações, OMS e Ministério da Saúde e diversas leis pelo Brasil a fora. Além disso, artistas famosas já aderiram ao parto natural, por ser o melhor para mãe e bebê, tais como, Gisele Bündchen, Fernanda Lima (gêmeos), Kate Middleton, Sheila Mello, Carol Celico, Luciana Gimenez, Wanessa Camargo (pós-cesárea), Sophie Charlotte (sem anestesia). Mas não pense que é só “coisa de artista”. Contratar uma doula, para realizar este sonho, é bem acessível.

O que a doula faz?

Antes do parto, ela orienta sobre o que esperar do parto e pós-parto. Explica sobre os tipos de parto e ajuda a gestante a se preparar, física e emocionalmente para o parto normal, das mais variadas formas (massagens, posições, hipnose etc).

Durante o parto a doula funciona como uma interface entre a equipe de atendimento e o casal. Ela explica os complicados termos médicos e os procedimentos hospitalares e ameniza a eventual frieza da equipe de atendimento num dos momentos mais vulneráveis de sua vida. Ela ajuda a parturiente a encontrar posições mais confortáveis para o trabalho de parto e parto, mostra formas eficientes de respiração e propõe medidas naturais que podem aliviar as dores, como banhos, massagens, relaxamento, hipnose etc. Se você não pensava em fazer um parto natural por medo da dor, a doula tem na sua malinha métodos de alívio natural.

Após o parto ela faz visitas à nova família, oferecendo apoio para o período de pós-parto, especialmente em relação à amamentação e cuidados com o bebê.

Quando procurar uma doula?

Antes de decidir sobre o tipo de parto, procure a orientação de uma doula. Você pode contratá-la para acompanhar o seu parto normal, no hospital ou em domicílio, juntamente com a equipe de parto (médico, enfermeira e pediatra). Antes do parto, se as contrações começarem, você pode comunicar a doula, que será a primeira pessoa a chegar até você enquanto a equipe não vem. Iniciando-se as massagens, posições e uso da bola e aroterapia para alívio das contrações. No parto, além de tudo isso, ela será o apoio emocional adequado para que tudo ocorra bem. E logo em seguida, você já terá alguém para lhe auxiliar na primeira mamada.

Após o parto, a doula facilita a amamentação (quando for consultora em amamentação também), encontrando formas mais confortáveis para amamentar, cuidando das fissuras mamárias, estímulo do leite nos casos necessários e de baixo peso, ingurgitamento mamário, ordenha e retorno ao trabalho. No meu caso, também ajudo com o desmame da criança quando solicitado e com o sono do bebê.

O que a doula não faz?

A doula não executa qualquer procedimento médico, não faz exames, não faz toque e não cuida da saúde do recém-nascido. Ela não substitui qualquer dos profissionais tradicionalmente envolvidos na assistência ao parto. Também não é sua função intervir em procedimentos da equipe ou questionar decisões.

Vantagens do parto com doula, segundo estudos:

  • Redução de 50% na realização de cesarianas;
  • Redução em 25% na duração do trabalho de parto;
  • Redução de 60% nos pedidos de anestesia epidural;
  • Redução de 30% nos pedidos de alívio da dor;
  • Redução de 40% no uso da oxitocina sintética;
  • Redução de 40% no uso de fórceps.

(Dados extraídos de: The Doula Book : How a Trained Labor Companion Can Help You Have a Shorter, Easier and Healthier Birth, Phyllis Klaus and John Kennell ,Perseus Press, 2002).

Além disso, há a:

Redução das chances de febre e infecção materna.

Redução de hemorragia maternal pós-parto.

Aumento das chances de um parto vaginal espontâneo.

Do ponto de vista psicológico, segundo estudos diversos: as mães reportam uma experiência de parto mais positiva; Redução dos níveis de ansiedade; As mães têm alta consideração e maior sensibilidade para com o bebê; As mães se sentem mais seguras e têm mais autoconfiança; Redução na incidência da depressão pós-parto. Nogueira, Adriana Tanese. Guia da doula. Biblioteca 24 horas. Dez. 2011.

 

Observações:

É possível acrescentar um plano de pós-parto, plano de sono para a gestante e para o bebê. Este pacote pode ser contratado em separado (vide sono materno-infantil).

Observação: visitas ou outros encontros podem ser adicionados. Por exemplo: primeiro banho do bebê, Shantala para bebê, reiki.

Orçamento: anaschoriza@gmail.com ou WhatsApp: (18) 996031272.

Anúncios